Image Map

07 junho 2012

Resenha: Paixão de primavera

Livro: Paixão de Primavera
Autora:
Célia Xavier de Camargo
Editora: Petit
Sinopse:
"Na Rússia dos czares, no início da primavera, um bando de cossacos, cansados de lutar, acampa numa aldeia dos Monteis Urais. Ludmila, uma linda camponesa, apaixona-se por Yuri, o líder dos guerreiros. Seduzido, ele a arrebata, contra sua vontade, e faz dela sua mulher. Dimitri, inconformado com o rapto, quer resgatar a amada, vingar-se derramando sangue. A adorada Ludmila é desejada, amada e traída. Em Moscou, no luxuoso palacete da extravagante madame Trussot, ela convive com aqueles que vendem o amor, mas só entregam o prazer. Se o conde Alexander – vítima de terrível obsessão –, é o seu tormento, Gregory, um rico comerciante, é sua maior esperança. Uma doce paixão de primavera ainda vive em seu coração, ameaçada pelo cruel e traiçoeiro inverno russo, devorador de almas e ilusões... "

Um livro intenso e com muito conteúdo, Paixão de Primavera nos apresenta a história de Ludmila uma jovem de 14 anos que vive com os pais em uma aldeia nos Monteis Urais (região rural da Rússia)
Sua vida era tranquila até a chegada de um grupo de guerreiros que pede para passar a noite na aldeia em que vive depois de uma longa viagem. 
Yuri, o líder do grupo se apaixona por Ludmila assim que chega no lugar e vê a jovem dançando lindamente ao redor de uma fogueira.


"Ninguém se dera conta de que, em silêncio, um bando de guerreiros cossacos havia se aproximado do vilarejo. Evitando que os cavalos fizessem ruído, calados, entraram na vila e acercaram-se da praça, atraídos pelas fogueiras que podiam ser vistas a distância, pelo som da música e pelo vozerio alegre."


O sentimento entre os dois é tão forte e arrebatador que no dia em que está deixando a aldeia junto com os seus guerreiros Yuri não resisti e acaba raptando Ludmila e levando a jovem junto com ele para a sua nova viagem.
A partir dai ficamos conhecendo a fundo e detalhadamente a história de Ludmila, os seus amores, sofrimentos e a sua luta pela sobrevivência.


"Chegando perto e escorregando um pouco pela sela, o cavalheiro abaixou-se de repente e agarrou a jovem Ludmila, que assustada se pôs a berrar como louca, enquanto o cossaco se afastava com a mesma rapidez. Boris e Marcha começaram a gritar, em vão, por ajuda. Tudo foi tão rápido que ninguém pode fazer nada."


A história é surpreendente e cheia de reviravoltas, apesar do livro ter somente 360 páginas ele possui muito conteúdo.
A todo momento acontecem novos acontecimentos que mudam totalmente o rumo da história e chega a ser imprevisível saber o que irá acontecer na página seguinte e muito menos no final do livro.


"Ao despertar, Ludmila encontrou-se num lugar diferente. Parecia uma paisagem conhecida dos Urais, como tantas que existiam, mais uma névoa recobria tudo e não conseguia saber onde estava. Estava sozinha"


A narrativa é feita em terceira pessoa, o que nos permite uma visão maior sobre os acontecimentos e sobre todos os personagens.
Uma das coisas que mais me chamou atenção em Paixão de Primavera foi poder conhecer em detalhes um pouco mais sobre a Rússia do século 19, os seus costumes, tradições e até mesmo as suas diferentes cidades e regiões.
Nunca tinha lido nenhuma história que tivesse sido ambientada nesse país e fiquei encantada.
Apesar de ser considerado um livro espírita acredito que pode ser lido por pessoas de outras religiões (como foi o meu caso) sem nenhum problema pois a parte do espiritismo é inserida muito naturalmente na história e não influi em nada nas convicções e crenças do leitor.
_____________________________________

 

5 comentários:

  1. Sério que é espírita??? Pela sinopse e pela resenha eu tava achando que era um livro sem essa temática, não que eu ache ruim, estou louca para ler algo do tipo... e sinceramente esse me conquistou!!!
    Capa linda, história linda... e ah, a Rússia, acho que em outra vida eu vivi lá... pq me derreto toda.
    Quero muito conhecer a história da Ludmila... é intrigante!!!
    Adorei!!!

    ResponderExcluir
  2. Para tudo... Espírita?? Me senti lendo a resenha de um Romance... Nossa, diferente. Acho que tive o mesmo baque que, quando li Morte e Vida de Charlie St. Cloud e descobri que a Tess era um espírito, hehe. Enfim, gostaria de conhecer a Ludmila, interessante... Achei engraçado o fato da idade dela, 14 anos!!

    Bom, adorei a resenha, Beijoos

    http://secretsentreamigas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Taís!
    Eu também não sou espírita, mas de vez em quando acabo lendo algum livro, pois os temas são bem abrangentes.
    Fiquei interessada na história do livro, mas achei engraçado que você disse que ele tem "somente 360 páginas", pra mim isso é bastante ^^

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  4. Realmente o livro tem cara de ser espírita, rs, mas parece ser muito bom!
    Apesar de ser ambientado na Rússia, algo que não curto bastante, acho que realmente acabaria gostando deste livro.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. Que capa linda, nunca tinha ouvido falar sobre esse livro a história parece ser bem bonita.

    bjs
    Joana

    ResponderExcluir

 
Leitora Fashion © Todos os direitos reservados
leitorafashion@gmail.com