[Resenha] Amores, Trens e outras coisas que saem dos trilhos

em 03 junho 2021


Sempre gostei muito da escrita de Jennifer E. Smith e por isso quando recebi esse lançamento inédito na última caixinha do Clube da Carina, surtei bastante.
O livro só será lançado para o público geral daqui a uns dois meses, mas desde já recomendo muito a leitura.
Hugo é um sêxtuplo, ele e os 5 irmãos são gêmeos e a sua família é famosa na pequena cidade de Surrey na Inglaterra, onde os garotos tem garantido até mesmo uma bolsa de estudos na faculdade local, desde que nasceram.
"Mas a Universidade de Surrey também é altamente estimada. O que incomoda é o fato de que ele nunca teve escolha."
Apesar de amar muito os irmãos, Hugo possui uma inquietude dentro de si e não sabe bem se esse futuro que foi tão bem planejado e certo a vida toda é o que ele realmente deseja seguir.
O garoto está animado para pela primeira vez na vida ficar longe da família, pois fará uma viagem de trem pelos Estados Unidos ao lado da namorada, Margaret Campbell.
"Haveria noites em Chicago e Denver, assim como em São Francisco, onde eles planejaram ficar por alguns dias antes de Margaret precisar partir para Stanford." 
No dia do seu aniversário ele acaba levando um pé na bunda e se vê obrigado a encontrar outra pessoa com o mesmo nome que ela, para enfim conseguir realizar a tão sonhada viagem, já que as passagens estão todas no nome da ex e são pessoais e intrasferíveis.
"Feliz aniversário para mim, pensa, sentindo o coração afundar ao perceber o que significa."
Ao publicar um anúncio na internet em busca de outra Margaret Campbell, ele acaba conhecendo Mae, uma garota de Nova York que sonha em ser aceita na faculdade de cinema em Los Angeles.
Após ter a sua primeira tentativa de inscrição rejeitada, Mae entende que precisa viver uma aventura como inspiração para o seu próximo filme e então acaba aceitando a louca oferta de Hugo.
Nessa viagem os dois irão descobrir muito mais do que novos destinos, irão conhecer pessoas do mundo todo, ouvir histórias incríveis e aprender não somente sobre o amor como também sobre eles mesmos.
"O objetivo não é refletir a realidade", explicou ela. "Está tudo ótimo com a realidade. Mas as vezes você só quer fingir que o mundo é um lugar melhor do que é de verdade. Que coisas incríveis e maravilhosas podem acontecer. Que o amor triunfa sobre tudo." 
Uma história que me deixou apaixonada desde a sua primeira página e que entrou fácil para a lista de melhores leituras do ano.
Ela despertou em mim tantos sentimentos que ao finalizá-la fiquei até mesmo com vontade de abraçar o livro, que agora considero o melhor da autora, dentre todos que já li.
Todos os personagens são muito bem construídos e desenvolvidos e a autora faz com que você se apaixone facilmente por todos eles, até mesmo pelos que aparecem bem pouco.
"Seu celular vibra sobre à bandeja a sua frente, uma mensagem de Alfie que diz: Milagres realmente acontecem."
O livro ganhará um filme na HBO Max em breve e os atores escolhidos para interpretar Hugo e Mae já foram até anunciados e agora não vejo a hora dele finalmente ser lançado e estou bem empolgada para ver como ficará essa adaptação.
Sei que os filmes costumam ser diferentes mas eu espero que a essência dessa história tão linda consiga ser transmitida da melhor maneira possível. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Topo