Image Map

07 abril 2015

[Resenha] Para Sir Phillip, Com Amor

Livro: Para Sir Phillip, com amor
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro

Compre com desconto: 
http://oferta.vc/77em

Sinopse:

"Eloise Bridgerton é uma jovem simpática e extrovertida, cuja forma preferida de comunicação sempre foram as cartas, nas quais sua personalidade se torna ainda mais cativante. Quando uma prima distante morre, ela decide escrever para o viúvo e oferecer as condolências. Ao ser surpreendido por um gesto tão amável vindo de uma desconhecida, Sir Phillip resolve retribuir a atenção e responder. Assim, os dois começam uma instigante troca de correspondências. Ele logo descobre que Eloise, além de uma solteirona que nunca encontrou o par perfeito, é uma confidente de rara inteligência. E ela fica sabendo que Sir Phillip é um cavalheiro honrado que quer encontrar uma esposa para ajudá-lo na criação de seus dois filhos órfãos. Após alguns meses, uma das cartas traz uma proposta peculiar: o que Eloise acharia de passar uma temporada com Sir Phillip para os dois se conhecerem melhor e, caso se deem bem, pensarem em se casar? Ela aceita o convite, mas em pouco tempo eles se dão conta de que, ao vivo, não são bem como imaginaram."


Quem gosta de romance histórico e nunca leu nada escrito por Julia Quinn não sabe o que está perdendo.
Após ter lido todos os livros da série Os Bridgertons já lançados aqui no Brasil, só posso dizer que a autora conquistou completamente o meu coração com sua escrita envolvente e personagens encantadores.  
Em Para Sir Phillip, Com Amor a protagonista da vez é Eloise, uma mulher muito sonhadora e romântica que vimos crescer ao longo dos livros da série.
Eloise tem 28 anos e já recusou vários pedidos de casamento, pois sempre acreditou no amor verdadeiro.
Como sempre teve como companhia de solteirice sua vizinha e melhor amiga Penélope, ela nunca se preocupou com essa situação, até o dia em que viu Penélope se apaixonar por seu irmão Colin.
Eloise se sente cada vez mais sozinha quando decide seguir o seu coração e fugir para Londres no meio da noite para conhecer pessoalmente Sir Phillip, um homem com quem se corresponde somente por cartas há mais de um ano.

"Eloise pensou em todos os pedidos de casamento que recusara ao longo dos anos. Quantos tinham sido? No mínimo seis. E ela já nem se lembrava direito por que dissera não a alguns deles. Na verdade, não havia nenhuma razão em particular, exceto pelo fato de não terem sido... Perfeitos. Será que era esperara muito?" 

Phillip e Eloise começaram a se corresponder quando ele enviou uma carta a família avisando que sua mulher Marina (prima distante dos Bridgertons) havia falecido e Eloise, por ser apaixonada por cartas, resolveu responder a mensagem. A partir daí os dois passaram a criar uma forte ligação que fez com que ele a pedisse em casamento imaginando que ela seria a mãe ideal para os seus dois filhos, mesmo sem conhecê-la pessoalmente.
O primeiro encontro entre os dois não sai bem como Eloise havia imaginado, mas isso não impede com que ela aceite ficar uns dias em sua casa para descobrir se aquele homem é mesmo tudo o que parecia ser através das cartas.

“Ele pigarreou. Ela se inclinou para frente. Ele pigarreou de novo. Ela tossiu. Ele pigarreou pela terceira vez. - Gostaria de um pouco de chá? - perguntou Eloise por fim, não suportando a ideia de ouvir mais uma vez aquele som vindo da garganta dele. Ele olhou para ela agradecido, embora não tivesse certeza se tinha sido pela sugestão do chá ou por ela ter misericordiosamente quebrado o silêncio.  - Sim, adoraria - respondeu. Eloise abriu a boca para falar, então lembrou que estava na casa dele e que não fazia sentido lhe oferecer chá. Sem falar que ele também deveria ter se lembrado disso. - Certo - disse ela. - Bem tenho certeza de que logo chegará. - Sim - concordou ele, remexendo-se no assento.”


Além de ter que compreender esse cara aparentemente tão diferente de todos os outros que ela conhece, ela terá também que enfrentar o seu casal de filhos gêmeos que não gostam nada da ideia de ter uma mulher estranha em casa.
A presença das crianças dá um charme todo especial a história e também nos garante cenas bem divertidas.
Diferente dos outros livros da série agora já não existe mais as divertidas citações da coluna de fofocas da Lady Whistledown no início de cada capítulo e em seu lugar ficamos com trechos de cartas que Eloise escreveu ao longo dos anos para seus familiares e amigos em diferentes situações.  
A mudança no inicio pode causar estranheza ao leitor, mas acaba nos aproximando ainda mais da personagem.
Se você já leu Os Segredos de Colin Bridgerton, livro anterior a esse, sabe bem o motivo de
Lady Whistledown não está mais presente, mas mesmo assim não deixará se sentir um pouco a sua falta.
Após finalizar a leitura com aquele sorriso no rosto, só posso dizer que já não sei mais escolher qual livro da série é o meu favorito até então, pois Julia Quinn tem sempre o poder de me surpreender e superar todas as minhas expectativas. 

Confira as resenhas dos outros livros da série:

1 comentários:

  1. Eu gostava de romances assim, mas depois de um tempo deixei pra lá.
    Porém, depois de tantas resenhas positivas, e mais esta sua que está de babar, acho que pretendo voltar a ler.

    Adorei a resenha!!!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Leitora Fashion © Todos os direitos reservados
leitorafashion@gmail.com