Image Map

08 abril 2014

[Resenha] Eleanor e Park

Livro: Eleanor e Park
Autora: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século

Sinopse:
"Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo."

Desde que vi a capa desse livro pela primeira vez, bem antes de seu lançamento aqui no Brasil, já fiquei bem curiosa e ansiosa por essa leitura.
A capa fofa e singela esconde uma história linda, intensa e emocionante.
Tudo começa em 1986 quando uma menina ruiva, que está acima do peso e usa roupas masculinas entra em um ônibus escolar rumo a sua nova escola.
Logo de cara ela é ridicularizada pela maioria dos alunos presentes e sem saber a onde se sentar, Park acaba cedendo lugar ao seu lado.

"Eleanor não sabia ao certo se o mestiço que a deixara sentar finalmente era outro inimigo, ou se resolvera dar uma de idiota mesmo. (Mais não idiota-idiota... Ele cursava, assim como ela, duas das matérias mais difíceis que ela fazia.)
A mãe de Eleanor insistira que a nova escola a colocasse em matérias avançadas." 

Apesar de sentarem lado a lado, Eleanor e Park nunca conversam até que um dia ele percebe que ela anda lendo junto com ele as revistas em quadrinhos que ele lê no trajeto até a escola e a partir dai começa a nascer uma cumplicidade entre eles.
Através de HQs e fitas cassetes gravadas com as melhores músicas da época o relacionamento entre eles começa a se desenvolver de uma forma simples e capaz de conquistar qualquer leitor.
Com temas fortes como bullying e a violência domestica muito bem retratados o livro mostra também personagens de diferentes classes sociais e os seus contrastes.
É extremamente triste e tocante ver a enorme diferença familiar e econômica que existe entre Eleanor e Park e lindo perceber o quanto nada disso é capaz de impedir o grande amor que surge entre eles. 

“A gente acha que abraçar uma pessoa com força vai trazê-la mais para perto. Pensamos que, se a abraçarmos com muita força, vamos senti-la, incorporada em nós, quando estivermos longe. Toda vez que Eleanor ficava longe de Park, sentia sua perda.”

A narrativa é feita em terceira pessoa e dividida entre Eleanor e Park com pequenos trechos mostrando o ponto de vista de cada um deles, o que torna a leitura bem rápida e ainda mais prazerosa, pois você não sente o tempo passar até que o livro termine.
Este é aquele tipo de livro que te emociona, te faz refletir sobre muitas coisas e te deixa com um enorme bolo na garganta durante toda a leitura.
Considero muito difícil resumir em palavras tudo o que senti durante a leitura , porém posso afirmar que foi um dos melhores livros que já li e que deveria ser leitura obrigatória entre os jovens.
Pesquisando descobri que essa autora  já tem outros livros publicados e espero poder ter a oportunidade de ver eles sendo publicados aqui no Brasil muito em breve também. 


7 comentários:

  1. Que resenha lindaaaa!!!
    Este livro é minha próxima leitura, estou me guardando pra ele. Sei que vou me emocionar, então preciso estar num momento mais legal pra isso.
    Adorei a resenha!!!!

    Bjkas

    Lelê
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Tais, tudo bem?

    Estou tão ansiosa para ler esse livro! Eu ganhei ele de presente, e tenho certeza que vou gostar. Isso da obra se passar em 86 é um charme, sem contar de adoro livros que emocionam e nos fazem refletir.

    Beijos,

    Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não tive a oportunidade de ler esse livro! Mas me sinto instigada por ele... só vejo resenhas positivas... mas ainda assim, me sinto mais atraída por Fan Girl, da mesmo autora =)
    Adorei o seu blog, estou te seguindo!


    Beijos,
    Carolina's Book Blog

    ResponderExcluir
  4. Não tinha lido nenhuma resenha sobre o livro, mas já vi vários posts dele em blogs, e essa capa é um amorzinho, eu achei.
    Então, gosto de livros que deixa uma reflexão enorme quando a gente termina, sabe?
    Preciso deste, urgente. rsrs

    bjos
    Blog DAMA DE FERRO

    ResponderExcluir
  5. Oi flor! :D
    Estou em cólicas pra ler esse livro e tenho a certeza que vou amar! <3
    E eu não sabia que ele também falava de bullying e violência doméstica; ótimo saber!

    Beijos,
    Mi
    http://inteiramentediva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu sou daquelas pessoas que quando batem os olhos em um livro e gostam da capa ou do título, logo se apaixonam ! Eu estou apaixonada por esse livro sem ter lido ainda! Quero muito esse livro, tenho certeza que esse será um dos favoritos do meu coração!

    ResponderExcluir
  7. Quando comecei a ler sinopse e apareceu "Park, descendente de coreanos[...]" já senti vontade de ler kkkk Uma dúvida: aparece algo relativo à cultura coreana na estória?
    Eu ainda não tinha lido nenhuma resenha a respeito, então pensava que fosse nos dias atuais, não fazia a menor ideia de que a estória se passa em 1968, e ainda a autora conseguiu inserir assuntos atuais, como o bullying, por exemplo. Algo que aliás, chama muito a minha atenção.
    Outra coisa que gostei é que os acontecimentos podem ser vistos sob as perspectivas dos dois, e eu, particularmente, gosto muito de livros assim.
    Realmente parece ser uma leitura maravilhosa. :)
    Bjos.

    ResponderExcluir

 
Leitora Fashion © Todos os direitos reservados
leitorafashion@gmail.com