Image Map

05 novembro 2013

[Resenha] 10 coisas que nós fizemos

Livro: 10 coisas que nós Fizemos 
  (e provavelmente não deveríamos)
Autora: Sarah Mlynowski
Editora: Galera Record

Sinopse:
"Se tivesse a oportunidade, que adolescente de 16 anos não mergulharia de cabeça na chance de ir morar com um amigo e viver sem os pais? Nesta engraçadíssima história, Sarah Mlynowski investiga o coração e a mente de uma garota que está, pela primeira vez, por conta própria. Para chegar ao fim do ano, ela precisará fazer malabarismos com um triângulo amoroso, aprender a lavar roupa e aceitar que seu mundinho pode estar prestes a ser detonado… por cada coisa que não deveria ter feito."




Este livro me chamou bastante atenção logo de cara pela capa e principalmente por seu título gigantesco parecido com um título de livro de auto ajuda. 
Apesar de ter ficado curiosa a respeito de sua história fiquei em dúvida se gostaria ou não dessa leitura, porém depois de ler algumas resenhas positivas resolvi arriscar e solicitar o livro para a editora. 
Em "10 coisas que nós fizemos, e provavelmente não deveríamos" acompanhamos de perto as últimas confusões da vida de April, uma adolescente de 16 anos que acaba de mentir para os pais, pois não quer mudar de cidade junto com o pai e a madrasta.
Ela agora está morando sozinha no porão da casa da sua melhor amiga Vi e sem a presença de nenhum adulto responsável por perto.
Incomodado com o fato de estar longe e não poder orientá-la, o pai de April cria uma listra de regras para a filha seguir em sua nova casa, porém é claro que ele não sabe que nessa nova casa não terá ninguém para garantir que essas regras sejam seguidas, já que a mãe de Vi está viajando e ficará longe de casa durante meses. 

"Então, aquilo era tudo? Tirar notas altas, nada de bebidas, nada de garotos e obedecer ao horário? Factível. Ou ao menos dissimulável."

Tudo o que April deseja é curtir a sua liberdade ao máximo e poder fazer coisas que sempre teve vontade e nunca conseguiu, como fazer festas em casa, beber a vontade, matar aula sem ser descoberta e transar pela primeira vez com o seu namorado Noah. Desejos comuns de qualquer adolescente de 16 anos. 
Além dos desejos também temos espaço para alguns conflitos familiares já que April não se dá bem com a madrasta e ter um relacionamento muito frio e distante com a sua mãe biológica que mora em Paris.

"Era de se pensar que ela ficaria mais feliz ao herdar uma enteada.
Ela devia estar animada com o conceito de mim - mais não tanto com a realidade.
Uma menina de 15 anos com quem dividir a maquiagem e ver a cada duas semanas parece adorável.
Uma garota de 15 anos que fica trêbada com as amigas duas semanas depois de se mudar de vez para a sua casa? Um pouco menos."

Com uma narrativa em primeira pessoa, datas no começo de cada capítulo e relatos de situações vividas no passado da protagonista, temos um livro no estilo de um diário adolescente. 
Apesar de achar o título estranho, depois de finalizar a leitura só posso dizer que ele se encaixa perfeitamente na história, já que ao longo da narrativa April vai nos relatando as 10 coisas que fez e não deveria.
De uma forma leve e divertida a autora soube nos ambientar muito bem no universo da personagem a ponto de entendermos os seus dramas e conflitos mesmo quando não nós identificamos com eles.  
O livro é totalmente destinado ao público adolescente, porém é uma ótima opção para quem está em busca de uma leitura despretensiosa, rápida e fluida. 
Espero em breve ter a chance de ler outros livros da autora como a série "Mágica em Manhattan" que já teve três livros publicados aqui no Brasil pela Galera Record com os nomes de "Feitiços e Sutiãs", "Sapos e Beijos" e "Férias e Encantos".


1 comentários:

  1. Eu também fiquei com vontade de ler o livro pela capa e pelo título... Achei a sinopse interessante, quem sabe eu o adicione a minha estante rs

    bjs
    http://letrasdanana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
Leitora Fashion © Todos os direitos reservados
leitorafashion@gmail.com