Image Map

03 abril 2012

Resenha: Destino - Ally Condie


Livro: Destino
Autora:
Ally Condie
Editora: Suma de Letras 
Sinopse:
"Cassia tem absoluta confiança nas escolhas da Sociedade. Ter o destino definido pelo sistema é um preço pequeno a se pagar por uma vida tranquila e saudável, um emprego seguro e a certeza da escolha do companheiro perfeito para se formar uma família. Ela acaba de completar 17 anos e seu grande dia chegou: o Banquete do Par, o jantar oficial no qual será anunciado o nome de seu companheiro. Quando surge numa tela o rosto de seu amigo mais querido, Xander - bonito, inteligente, atencioso, íntimo dela há tantos anos -, tudo parece bom demais para ser verdade.Quando a tela se apaga, volta a se acender por um instante, revelando um outro rosto, e se apaga de novo, o mundo de certezas absolutas que ela conhecia parece se desfazer debaixo de seus pés. Agora, Cassia vê a Sociedade com novos olhos e é tomada por um inédito desejo de escolher. 
Escolher entre Xander e o sensível Ky, entre a segurança e o risco, entre a perfeição e a paixão. Entre a ordem estabelecida e a promessa de um novo mundo."
  
Já tinha vontade de ler "Destino" desde o seu lançamento no ano passado porém só agora tive a oportunidade.
No livro somos apresentados a mundo totalmente diferente onde a vida das pessoas e o destino de cada uma delas é comandado pela Sociedade.
A Sociedade é quem determina onde você mora, com quem você se casa, onde você trabalha, o que come e até mesmo quando você deve morrer. 
 
 
"Criaram comissões para escolher os cem melhores de tudo: Cem Canções, Cem Pinturas, Cem Histórias, Cem Poemas. O resto foi eliminado. Para sempre. Para melhor, disse a Sociedade, e todos acreditaram porque fazia sentido."
 

Quem nos apresenta esse universo é Cassia uma adolescente de 17 anos que começa a desconfiar da Sociedade logo após o seu tão esperado "Banquete do par" um evento onde toda garota é apresentada ao seu futuro marido.
 Em sem banquete Cassia fica sabendo que o seu par é Xander, o seu melhor amigo que ela confia e ama desde a infância, tudo não poderia ser mais perfeito não é mesmo?
 
Não, pois no dia seguinte ao banquete ao colocar o cartão com informações sobre o seu par no terminal eletrônico além do rosto de Xander o rosto de outra pessoa aparece, o rosto de Ky Marklam e essa aparição coloca em dúvida tudo o que Cassia acreditou durante toda a vida. 
Ky é vizinho de Cassia e considerado pela sociedade uma aberração e por isso nunca poderá ser o par de ninguém e está condenado a viver solteiro e trabalhar nos piores empregos possíveis. 
 
 
"Lembro das palavras e dos desenhos de Ky e percebo que nenhum lugar é completamente bom. Nenhum lugar é completamente mau. Andei pensando em termos absolutos. Primeiro, acreditva que nossa Sociedade era perfeita. Na noite em que vieram buscas nossos artefatos, acreditei que era perversa. Agora simplesmente não sei o que dizer." 
 
 
A aproximação de Cassia e Ky acontece de uma forma natural e encantadora e Ky com o seu jeito carinhoso e doce me conquistou fácil. 
Por outro lado Xander também é uma pessoa adorável, inteligente e muito atencioso e creio que para algumas pessoas deve ter sido até difícil escolher para qual dos dois torcer.
 
 
"Estar com Ky, estar com Xander – as duas coisas se parecem com estar sob a luz. Diferentes tipos de luz, mas nenhuma das duas é sombria."
 
 
O livro nos leva a uma reflexão bem mais profunda do que um simples triângulo amoroso, as questões abordadas com a existência da Sociedade e a sua forma de governo nos faz pensar sobre a liberdade de escolha e o prazer de criar, de comer o que temos vontade e de escolher até mesmo o que gostamos de ler e ouvir. 
 
Não é determinado claramente em que época a história acontece, porém acredito que não seja nos dias atuais pois em uma passagem do livro o ano de 1953 é considerado muito tempo atrás. 
 
O único ponto negativo da narrativa para mim é que no começo as explicações sobre a Sociedade e o seu funcionamento algumas vezes se tornaram um pouco repetitivas e cansativas mais fora isso achei a história muito bem construída.
Confesso que "Destino" foi o primeiro livro distópico que tive a oportunidade de ler e gostei muito, já estou bastante ansiosa para ler o segundo livro da trilogia que se chama "Travessia" e será lançado em Junho pela Suma. 
____________________________________
 

4 comentários:

  1. Oi flor, então, já vi a capa desse livro várias vezes enquanto passeava por blogs por aí e tenho de dizer, ela sempre me chamou atenção, é bem diferente e intrigante. Quando tive a oportunidade de ler a sinopse já me interessei e agora, pela sua resenha, tenho certeza de que devo incluir ele nos "desejados". rsrs.
    Adoro triângulos amorosos, histórias com adolescentes e temas futurísticos.
    Aaa, e pra qual mocinho você torce hein? O melhor amigo ou o vizinho? rsrs.
    Adorei o blog, é lindo! obrigada pela visitinha!
    Beijos
    http://serietrinita.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oie, vim retribuir o comentário lá no blog! :D

    Eu li Destino há um tempinho, e gostei bastante da estrutura da sociedade, só achei o Xander e a Cassia meio fraquinhos :/

    Mas eu adorei o Ky, acho que ele é o único personagem com realmente alguma personalidade e história de vida *-*

    Adorei sua resenha :D

    Beijooo!

    Ju
    julianagiacobelli.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Tais
    Destino é um dos meus queridinhos.
    Eu achei o começo bem chatinho, mas depois que ela conhece o Ky a história ficou apaixonante.
    Estou ansiosa para ler travessia.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Adoro Destino, amei a idéia e estou louca pra ler mais *_*
    Sua resenha ficou muito boa =)

    ResponderExcluir

 
Leitora Fashion © Todos os direitos reservados
leitorafashion@gmail.com