Image Map

18 junho 2013

Resenha: Simplesmente Irresistível

Livro: Simplesmente Irresistível
Autora: Rachel Gibson
Editora: Jardim dos Livros

Sinopse:   
"A belíssima Georgeanne deixa o noivo no altar ao perceber que não pode se casar com um homem velho o suficiente para ser seu avô, mesmo riquíssimo. O astro do hóquei John Kowalsky, sem saber, ajuda-a a escapar e só percebe que está ajudando a noiva do seu chefe quando já é tarde. Os dois passam a noite juntos, mas no dia seguinte, John dispensa Georgeanne, deixando-a com coração partido e sem rumo. Sete anos depois, os dois se reencontram e John fica sabendo que sua única noite de amor produziu uma filha, de cuja vida ele quer fazer parte. A paixão dele por Georgeanne renasce; mas será que ele vai se arriscar, outra vez, a incorrer na cólera do seu patrão? E ela? Vai aceitá-lo, depois de ter levado um fora dele?"



No ano passado li "Loucamente Sua" da Rachel Gibson na época em que foi lançado e gostei tanto da escrita da autora que ele entrou fácil para a minha listinha de livros favoritos e por isso assim que recebi "Simplesmente Irresistível" não pensei duas vezes e comecei rapidamente a leitura.
Dessa vez temos como protagonista, Georgeanne, uma jovem que acabou de fugir da sua festa de casamento com Virgil, um homem quarenta anos mais velho do ela.
Durante a fuga, ela pede carona para John, um lindo jogador de hóquei no gelo que está chegando no casamento de seu chefe e resolve ajuda-la sem ao menos saber quem ela é.

"Ele sorriu e antes que Georgeanne gritasse, moveu-se como o atleta que era e bloqueou-a com o corpo, derrubando-a no chão. Ela deixou a areia cair, piscou e olhou para aquele rosto a apenas alguns centímetros do seu.
- Qual o problema com você? - perguntou John, demonstrando mais espanto do que raiva. Uma mecha escura de cabelo caiu sobre sua testa, tocando a cicatriz da sobrancelha."

No início os dois se estranham e não param de brigar, porém não conseguem resistir muito tempo um ao outro e acabam passando uma incrível noite juntos. 
Com medo de perder o seu excelente contrato com o time de hóquei e mesmo depois da maravilhosa noite juntos, John decide deixar Georgie sozinha na porta do aeroporto da cidade e o destino dos dois só volta a se cruzar sete anos depois.
Nesse reencontro John descobre que os dois tiveram uma filha e agora ele está disposto a tudo para recuperar o tempo perdido e se tornar o pai que Lexie merece. 

"Ele tentou parecer chocado.
- Você não acredita no coelhinho da páscoa?
- Não.
- Por que não?
Lexie olhou como se ele fosse um idiota.
- Porque os coelhos possuem patas pequenas e não conseguem pintar ovos.
- Ah, é verdade...
Novamente, ficou impressionado com a lógica dos seis anos dela.
- Então, aposto que você é muito velha para acreditar em Papai Noel?
Ela engasgou, escandalizada.
- Mas Papai Noel é de verdade, ora!"

A narrativa é feita em 3ª pessoa e através dela conhecemos toda a história em detalhes, desde a infância difícil de Georgeanne com a avó, até os motivos que a levaram a decidir não contar a John que tinha engravidado dele.
Gergie é aquele tipo de personagem que te surpreende, no começo eu pensava que ela era apenas uma dessas doidinhas malucas que estou acostumada a acompanhar nos chick-lits.
Porém bastou conhecer um pouco mais de sua história para descobrir nela uma mulher forte e decidida que superou muitos desafios até se tornar uma mulher de sucesso profissionalmente e uma mãe exemplar. 
 
"Georgeanne ajeitou vários cachos do cabelo de Lexie atrás dos ombros dela. Queria pegar a filha e abraçar bem apertado.
- Se me der um pouquinho de dengo, deixo-a em paz. - disse.
Lexie virou-se automaticamente, ergueu o rosto e enrugou os lábios vermelho escuro.
Georgeanne beijou-a e segurou o queixo dela na palma de sua mão.
- Andou usando o meu batom de novo? 
- Não, mamãe esse é o meu."
Além do visível crescimento da personagem principal e do romance super fofo entre ela e John, outra coisa que me encantou muito no livro foi todo o clima familiar que foi criado ao longo da narrativa. 
Lexie é uma personagem incrível que conquista a todos com o seu bom humor e poder acompanhar ela iniciando e aprofundando uma linda relação de pai e filha com John foi emocionante. 
Se "Loucamente Sua" já tinha se tornado um favorito, esse também se tornou e posso até arriscar a dizer que gostei um pouco mais dele.
Vale a pena dizer também, que esse é apenas o primeiro livro de uma série de seis livros que já foram lançados nos EUA com o nome de Chinooks Hockey Teame e cada um deles conta a história de um jogador de Hóquei no Gelo do time de John.
Espero que os outros livros da série sejam lançados em breve aqui no Brasil, pois desde já estou bem ansiosa para lê-los.


2 comentários:

  1. Não li "Loucamente Sua", mas pretendo ler, e claro, depois Simplesmente Irresistível , me parece ser um daqueles livros que te arranca risadinhas em alguns momentos. Que bom que você amou, é tão bom quando a gente encontra um livro que nos agarra né? Haha. Beijos,
    www.estejali.com

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li o Loucamente Sua, mas sou loucamente louca para lê-lo! Este também entrou para a minha listinha de desejados haha


    Beijos,
    Caroline, do Criticando por Aí.

    ResponderExcluir

 
Leitora Fashion © Todos os direitos reservados
leitorafashion@gmail.com