Image Map

20 novembro 2012

Resenha: Cordeluna

Livro: Cordeluna
Autora: Élia Barceló  
Editora: Biruta
  

Sinopse:
"Mil anos atrás, uma história de amor foi interrompida pela desgraça e uma maldição. Um poder tão maligno que tinha conseguido dominar seus espíritos geração após geração. E enquanto isso, os apaixonados esperam... condenados a se reencontrar e voltar a se perder por culpa do ciúme e do ódio. O cavaleiro e a dama. O guerreiro e a donzela. Até que talvez um dia, talvez em nossa época, séculos depois, um poder superior e benigno consiga pôr um fim ao malefício. Apaixonante novela que combina história e fantasia, amor e maldade, bruxaria e religião, criada pela escritora Élia Barceló, conhecida como a “Dama Negra” da literatura espanhola, ganhadora em duas oportunidades do Prêmio Edebé de Romance Juvenil."

Recebi esse livro através de um book tour organizado pela Gabi do blog Fluffy e apesar de já ter lido algumas resenhas positivas sobre ele não sabia muito bem o que esperar da história e ainda estava em dúvida se iria gostar do estilo de narrativa que ele apresenta.
A história começa no século XI, ainda na Idade Média nos mostrando os costumes e tradições daquela época e nos apresentando o guerreiro Sancho e a dama da corte Guiomar, dois jovens de classes sociais totalmente diferentes que se apaixonam e são impedidos de viver esse amor por causa de uma terrível maldição.

"– Cordeluna, a espada dos nossos antepassados. Tem esse nome por causa deste emblema gravado na lâmina, vês? Um coração e uma lua que se sobrepõem. E a empunhadura tem uma pedra tão especial que parece feita do próprio coração da lua”.  

Enquanto acompanhamos essa história em detalhes, outras páginas nos transportam para os dias atuais e nos apresentam, Sérgio e Glória, dois estudantes universitários que são escolhidos para fazer parte de um projeto onde tem que encenar uma peça que é ambientada na mesma época em que Sancho e Guiomar viveram e conta parte da história deles. 
Sérgio e Glória acabam sentindo uma forte e imediata ligação um com o outro e Cordeluna se torna uma história intensa que nos mostra que um amor verdadeiro nunca morre e é capaz de superar qualquer obstáculo.

"Tinha sido… Como tinha sido? Como encontrar-se com alguém que existe na própria imaginação, como ver na vida real a figura de um sonho, como recuperar algo enormemente valioso que se achava perdido para sempre, como… como apaixonar -se, simplesmente…"

A narrativa é feita em 3ª pessoa e alterna as passagens entre o passado e o presente tornando possível que o leitor conheça a história completamente e se envolva com ela e com os seus personagens.
Tanto a capa como a diagramação do livro são super caprichadas e acabam chamando a atenção de todos mesmo antes de se ler a sinopse.
Para quem gosta de um romance com toque de fantasia, Cordeluna é uma ótima sugestão de leitura e pode se tornar uma agradável surpresa assim como foi para mim.
____________________________
 
 

3 comentários:

  1. Oi Taís!
    Mesmo que o livro tenha essa possibilidade de surpreender o leitor, não tenho muita vontade de lê-lo, não faz muito meu estilo.
    Como você, li várias resenhas positivas sobre ele, mas ainda não despertou aquela vontade.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Já tinha ouvido falar nesse livro mas não me despertou muito interesse !

    ResponderExcluir
  3. Oi Tais!
    Que bom que você gostou da leitura, fiquei muito feliz! Mesmo que a gente saiba, mais ou menos, o rumo que a história vai ter, é uma surpresa agradável a forma como tudo acontece.
    Obrigada por ter feito resenha!
    Beijão.

    ResponderExcluir

 
Leitora Fashion © Todos os direitos reservados
leitorafashion@gmail.com